Seguidores

Páginas

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

VIVENDO NA INSEGURANÇA






 VIVENDO NA  INSEGURANÇA

Persegue um coração que já é teu,
Duvidas que sempre te pertenceu,
Suplicas aquilo que sempre existiu,
Insistência na autoconfiança que não se baniu.
É assim que sofre um coração apertado,
Que aguarda sempre o inesperado,
Inseguro desalentado precipitado.
As palavras não podem alcançar,
Ao que os ouvidos não querem assimilar,
Só absorvem o seu decifrar.
O que mais que fosso fazer,
O quanto mais tenho que provar,
Não tenho mais o que dizer,
Nem tem como ilustrar.
Inúmeras paginas do livro de nossas vidas,
Todas as palavras já foram ditas,
Recapitulando as escritas,
Tantas vezes foram prescritas.
Insisto em dizer que sou tua companheira,
Mulher amiga amante para a vida inteira,
Só não sei como curar sua cegueira,
Ainda não descobri de qual maneira.
Se sofre um coração inseguro,
O meu fica em apuro,
Vagam os dois pelo escuro,
Procurando um pouso seguro.

Como viajam os pensamentos,
Pouco se absorve dos momentos,
A quem vive de pressentimentos,
Alheio aos reais acontecimentos.

HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!