Seguidores

Páginas

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

PRESA EM MINHA SOMBRA


                                                                                      
PRESA EM MINHA SOMBRA

Quando me guardei em minha sombra,
Privei-me de eu mesma  enxergar,
Deixei minha liberdade presa,
Tornei-me escura sem me achar.
Guerrilhei com os pensamentos,
Tentando me encontrar,
Mas os vultos eram tantos,
Estavam prontos a me exterminar.
Enquanto minha mão estendia,
A outra presa a me afundar,
Na escuridão do julgamento,
A decisão da sentença a pronunciar.
Defronta-te a resfolgar,
Resgate  as forças perdidas,
Não entregues se ao seu penar,
Terás que optar,
Entre a prisão de sua sombra,
Ou a arte de se amar.

HEIDY


sábado, 24 de setembro de 2011

A MINHA MAIOR SAUDADE



A MINHA MAIOR SAUDADE

A palavra saudade nunca teve tanto significado assim,
Já tive saudades que se foram de mim,
Mas essa saudade que sinto agora,
Parece não ter fim.

Algumas saudades me causaram prantos,
Mas essa saudade rompe  os encontros,
O sorriso o abraço os nossos confortos,
Como navios sem portos.

Saudade sem dimensão,
Um oceano de lágrimas sem extensão ,
A ferida que não sara no coração,
A única saudade com vastidão.

Saudade de quem partiu,
Deixando-me  a sua expressão,
Cravado na mente com emoção,
Saudade de sua presença de sua feição.

A maior saudade que já tive até hoje,
É do meu paizão.

HEIDY


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

DESPEDIDA DE UMA ESTRADA



DESPEDIDA DE UMA ESTRADA

E assim termina nossa viajem,
Abandonamos nossa bagagem,
No meio de uma estrada,
Rumo a outra jornada,
Encontramos  outra passagem.

Na mala conflitos deixados,
Os trancamos com cadeados,
Lá deixados acontecimentos importunados,
Para nunca mais ser encontrados.

Nessa nova paisagem delirante,
Pegou em minha mão o viajante,
Levou-me assim distante,
Da estrada sufocante.

Avisto agora um novo horizonte,
Sou agora um ser prestante,
Uma figura fascinante,
Nessa nova estrada magnificente.

Não levo malas,
Minha mão está ocupada,
Pela sua sendo guiada,
Estou agora sendo transportada,
Acompanhada,carregada,conduzida,
Nessa nova estrada.

HEIDY

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

NÃO ME ARREPENDO DE TER TE AMADO


NÃO ME ARREPENDO DE TER TE AMADO

Não me arrependo de ter amado,
De a minha vida ter te dado,
Todos os minutos a teu lado.
De ter te erguido, levantado,
Todas as vezes que caiu e esteve machucado,
Ferido pela vida mal tratado.
Não me arrependo de ter te amado,
Quando te viraram as costas e foi rejeitado,
Deixei sempre meu coração por você ser usado.
Engolindo suas lágrimas quando se sentia afogado,
Em meu abraço e meu carinho foi amparado.
Não me arrependo de ter te amado,
Pois sei que um dia meu amor vai ser relembrado,
Os momentos inesquecíveis requintados,
Que não reparou mais foi persistentemente mostrado,
Perdeu-se no tempo sem ser resgatado.

HEIDY


sábado, 10 de setembro de 2011

DONA DE CASA MINHA PROFISSÃO



DONA DE CASA MINHA PROFISSÃO

Oh céus,esqueceram o cérebro no ralo do banheiro,
Aquele chumaço de cabelo,
A pasta de dentes aberta em cima da pia,
Bagunça no banheiro inteiro.

Há copos espalhados ,
O papel de bala virou um formigueiro,
Achei de baixo do travesseiro,
Nos bolsos  das calça dinheiro.

Quanto pó em cima do maleiro,
O paninho bem limpinho meu companheiro,
Água sanitária,álcool,desinfetante,
São em pó,que limpa e tira o pó e aquele  cheiro.

Vidros portas,piso ,tapete,
Ah esse serviço  caseiro,
Não acaba mais esse serviço traiçoeiro,
Um trabalho corriqueiro.

Descongelar geladeira,limpar fogão,
Fazer compras,ir ao banco pagar contas,
Ir à padaria comprar pão,
Ir à escola dia de reunião.

Limpar mijo e fezes do cão,
Pensa o que? Não é moleza não,
E quando filho fica doente?
Correria aperto no coração.

Ajudar nas tarefas de escola,
Fazer trabalho de ultima hora,
Fazer um rango um lanche sem demora,
Sempre famintos tudo para já,agora.

Vou acabar essa poesia,
Mas com toda a alegria,
Porque ainda tenho energia,
Ainda tenho à concluir por mais esse dia.

HEIDY

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

OH DIA...


OH DIA...


Hoje, amanhã é tudo passado,
Preciso do amanhã  para esquecer o hoje,
E o amanhã será abafado,
Que mais nada me entoje,
Dia inútil infeliz a ser findado.

Terei a noite para purificar,
Do meu dia complicado,
E amanhã sim não mais relembrarei,
Desse  passado  deletado.

Mesmo com o coração cansado,
Amanhã sim ,estará ativado,
Como uma bomba será acionado,
Para quem quer ser amado,
E assim vai se indo mais um dia desgraçado.


HEIDY


quinta-feira, 8 de setembro de 2011

ESPERANDO MAIS UMA PRIMAVERA


ESPERANDO  MAIS  UMA  PRIMAVERA

Aqui estou a espera de mais uma primavera,
Na esperança que desabroche o sentimento,
No  inverno nossos corações foram apresentados,
Na primavera fomos contemplados,
No verão então fomos casados.

No verão a alegria de nossas flores,
Que na primavera cultivávamos amores,
Estou a espera,das emoções anteriores,
Que morreram no inverno,
Perderam valores.

Estou a espera de mais uma primavera,
Que me trará de volta da flor mais singela,
A força o perfume de minha quimera,
Não me contento com essa miséria,
O grande amor preso na cela.

HEIDY

domingo, 4 de setembro de 2011

SAUDADES!!!! 4/03/2011


Nesta ferida profunda eu sei que ainda vou me curar,
mas a cicatriz será a eterna lembrança,
que para sempre vai durar,
É sua imagem na mente sempre vai ficar.
HEIDY



























Saudadesssssssssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!