Seguidores

Páginas

sexta-feira, 28 de maio de 2010

QUERIA SER FANTASIA








*QUERIA SER FANTASIA*

Se meus olhos estão assim tristonhos,



Talvez seja por não fazer parte de seus sonhos,

Se minhas mãos não estão mais estendidas,

Talvez seja porque já estão esquecidas.

Já caminhamos na mesma estrada,

Na mesma jangada.

Mas o destino nos separou,

Nada mais restou.

Somente lembranças sobraram,

Das águas que se passaram,

Não sobraram rastros,

Nem pegadas na poeira,

O vento soprou,

Para trás da cordilheira.

E mesmo que as nuvens colidissem,

E o raio clareasse,

Não me enxergaria mesmo que me visse,

Seus olhos foram tampados,

Seus carinhos decepados,

Pois se houve amor verdadeiro,

Foi amor de marinheiro,

Mudou o seu roteiro,

Nem explorou o ouro por inteiro.

Então nas águas que navegas,

Que encontre sua sereias,

Assim terás o amor,

Estendida sob as areias,

De fantasias escorrendo pelas suas veias.


HEIDY







ESPELHOS

Pelos espelhos espalhados nas paredes,


Estão meus pedaços de loucuras,


Escondido dentro deles minhas travessuras.


Em nosso quarto está guardado,


Em cada espelho ta gravado,


Nossos momentos desvairados.


Só nós eles é quem sabemos,


Quantas juras já fizemos,


Quantos desejos realizados,


Quantos espelhos espalhados,


Espelhos safados............





HEIDY

quarta-feira, 26 de maio de 2010



SOU O QUE SOU


Sou amiga em todos os momentos,
Sou seus ouvidos aos lamentos,
Não me importo com meu sofrimento,
O que me importa é o descontentamento.


Não quero pessoas perdidas,
Quero ajudar sem medidas,
Faço parte de muitas vidas,
Procuro estancar as feridas.


Sou fadinha do amor,
Com todo meu vigor,
E por onde eu for,
Estarei ao seu dispor.


Só quero que um dia,
Não haja nenhuma porfia,
Isso me descontentaria,
Tiraria-me a alegria.


E sigo em frente nessa vida,
Com tanta gente querida,
Só espero que na minha partida,
Lembre-me como querida.


Pois meu carinho de todo eu dediquei,
Minha lealdade ofertei,
Sem cobranças apliquei,
Na  humildade me desmanchei.


Perdi afetos de quem amei,
Mas não me desfranjei,
Ganhei muito mais carinho,
De quem nunca esquecerei.
HEIDY

SONHOS DE AMOR E SAUDADES CARMEN CACAU & HEIDY.Muito lindo mesmo!!! PRODUÇÃO DE CARMEN CACAU !!!!! UAUUUUUUUUUUUUUUUUUU

terça-feira, 25 de maio de 2010







SEM RUMO


Abandonado no alto do morro,
Sem destino sem socorro,
A noite cai o céu estrelado,
Os olhos tristes coração abalado.
Solitário assim obstinado,
Amanhece com o sol iluminado,
Queimando por cima dos ombros,
Sem sombras somente um passado.
Não há estrada para seguir,
Sem razão para prosseguir.
Ficará ali cravado,
Sem ser contemplado,
Esquecido enganado.
Seus valores esquecidos,
Seus dias serão assim sofridos,
Nem escutado serão os seus bramidos,
Estará assim isolado,
Sem rumo despreparado,
Por que fostes abandonado.
Pelo amor pintado,
Desenhado pelas nuvens,
Que com o vento foi soprado,
Deixando só paisagens,
Invisíveis personagens,
Ficará como um quadro,
Na parede decorado,
Apenas a ser visualizado,
As vezes lembrado.


HEIDY

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Produção de Carmem Cacau - Acróticos dos dias das mães-Só agora consegui posta-lo OBRIGADA PELA OPORTUNIDADE INESQUECIVEL CACAU




Estou passando aqui para te deixar essa linda mensagem em power point.



acrósticos dia das mães



acrósticos dia das mães



www.powermensagens.com





NAMORIDOS


Nesse tempo longo decorrido,
Em seu peito encontrei meu abrigo,
Pensando sempre em estar contigo,
Os anos os meses se passam,
As obrigações infelizmente nos abraçam,
E o toque das mãos fica perdido,
Durante o dia o amor é escondido,
Nem ao menos se encontram,
Nem mais os corpos se aventuram.
Mas o amor é assim bandido,
Na calada da noite é garantido,
Sentimento de ternura protegido,
Agasalhado recolhido.
Juntando toda a saudade do dia,
Na noite quente noite fria,
Quebrando assim a nostalgia,
Mais uma noite de euforia.
Traga a noite ventania,
Vem o dia fantasia.
HEIDY

terça-feira, 18 de maio de 2010







NAMORADOS


Já foram namorados,
Caminharam lado a lado,
Naquele beijo roubado,
Naquele abraço apertado.


Se encontravam as escondidas,
Mãos dadas pelas avenidas,
Nas caricias perdidas,
Compartilhando suas vidas.


Os encontros tão esperados,
As vezes salteados,
Sentiam-se abobados,
Telefonemas inesperados.


Tomavam banhos de cheiro,
A dama e o cavalheiro,
Nada corriqueiro,
Nada era passageiro.


Adormeciam entrelaçados,
Assistindo filmes engraçados,
Dois românticos apaixonados,
Um pelo outro viciados.


O fim de semana que não chegava,
A saudade que apertava,
No desejo que ansiava,
No reencontro que saciava.


Namorando na ternura,
Em uma grande ventura,
momentos de loura,
Dois corpos na pura candura.


Nos seu beijos molhados,
Que ficaram no meu pensamento cravados,
Em meus sonhos perpetuados,
Corações agasalhados,
Caminhos desenganados.
HEIDY

sexta-feira, 14 de maio de 2010

quinta-feira, 13 de maio de 2010


SISTEMA ESTAGNADO (Dueto por Heidy e Goretti)


 Perseverança na esperança sonhar de criança,

 Nesses caminhos ilusórios, onde tudo é provisório,
 Olhares contraditórios, dizeres aleatórios,
 Sentimentos merencórios, corações simplórios.
 As mãos estendidas em vão, pedem explicação,
 Rejeição aos afetos notórios, viveres contraditórios,      
 Não existe mais o perdão, violência é a direção,
 Só sobraram pegadas no chão, de um Salvador da Nação,
 Apagadas pela multidão, massa falida sem coração,
 Pisoteadas perdendo emoção, trazendo desolação,
 Só ficou a infecção, em forma de um arrastão,
 Que não sara o coração, contaminando o pulmão,
 A doença que não se cura, é a sina da criatura,
 A praga que perdura, desmontando a partitura,
 A justiça sem brandura, sem moral e sem lisura,
 O egoísmo se tornou uma praga, a cobiça consagra,
 A vingança uma chaga, no peito lembrança vaga,
 A dor que não se apaga, latente e amarga,
 Confiança é coisa vaga, falta à mão que afaga,
 E vida virou uma corrida desordenada, de encontro ao “nada”,
 Correm todos nessa jornada, feitos bois na invernada,
 Sem saber qual sua estrada, qual sua parada,
 Procurando uma entrada, pela fresta da porta trancada.


Heidy keller ... e Goretti Albuquerque...

Agradeço essa poetisa perfeita,por fazer esse dueto comigo,dando sentido e alma em meus pequenos versos de amadora.
Amiga POETISA linda !!!!
BJSSSSSS

segunda-feira, 10 de maio de 2010




















SEM ME JULGAR

São poucas oportunidades onde me encontro com a natureza,
Mas aproveito cada segundo com a plena certeza,
Absorvendo a essência dos seres inibindo minha fraqueza,
Retirando do meu pensamento a tristeza.

Um pequeno momento de reflexão,
Longe da multidão,
Distante da opressão,
Na plenitude da satisfação.

Não existe cobrança,
Carinho sem desconfiança,
Apenas se reparte a confiança,
Um momento seguro em minha lembrança.

Fortalece então meu sentimento,
Que me passou naquele momento,
Abafou meu sofrimento,
Foi meu renascimento .

A minha mão que te afagou,
Nem tão pouco recusou,
Em nenhum momento desprezou,
Sem me julgar me aceitou.
HEIDY

quarta-feira, 5 de maio de 2010

EMOÇÕES!!!

Hoje pela manhã na Webcam !!!

Tante (tia) Heidy sai do hospital,to em casa!!!

Que felicidade Emilly ,em poder te ver,em poder te escutar,e mesmo de longe vc sabe o quanto te amo!!!

sábado, 1 de maio de 2010

SER MÃE !!!





SER MÃE !!!

Ser mãe é sentir o feto em seu ventre,
Sentir a dor do parto sensivelmente,
E buscar todas as forças da mente,
Para substituir a cada dor que terá pela frente.

Acalentar um pequenino inocente,
Entender um adolescente,
Estar sempre consciente,
Que dependem muito da gente.

Ser mãe é repartir o coração,
A cada filho que terão,
Sempre cabe mais um,
A uma eterna ligação.

Ser mãe é acolher em seus braços,
Esquecendo-se do cansaço,
Acompanhando sempre os passos,
Superando sempre seus esforços .

Ser mãe é uma divindade,
É estar em uma eterna faculdade,
Aprendendo com os erros,
Exaltando sempre a dignidade.
O futuro da humanidade,
Depende de uma mãe de verdade.
HEIDY


AMOR DE MÃE!!!! EM ACRÓTICO!!!!

Amo-te dentro do ventre,
Maior dedicação te darei,
Onde estiveres estarei,
Ricos carinhos lhe ofertarei.

Duvidarás um dia do meu amor,
Em caminhos separados supor.

Mas lembrarás pelo resto da vida,
A aquela a quem te amamentou ,
Em com maior zelo te criou.

HEIDY