Seguidores

Páginas

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

NOVO ENCONTRO




 NOVO ENCONTRO

Na volúpia o novo encontro,
Como nuvens que se chocam,
Iluminando entre os raios,
Nossos corpos são para-raios,
Derretem-se na explosão,
Suados como os pingos da chuva,
Tempestade com amplidão.
É assim o nosso encontro,
Aprazível  vicioso,
Basta o vento soprar,
Não demora a nos encontrar,
A colisão não podemos evitar,
Encontro no céu e no mar,
Lampejos ao dormir e acordar.
Não nos perderemos nas mudanças do tempo,
Nos encontraremos a todo o momento,
Em sonho ou pensamento,
Corpos contíguos em um só seguimento,
Nosso encontro é o firmamento,
Do desejo sem vencimento.
HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!