Seguidores

Páginas

sexta-feira, 4 de maio de 2012

BRANCO NO PRETO




BRANCO NO PRETO

Agora escrevo em branco,
Mas agora em um papel preto,
Para que as palavras que escrevo,
Sejam destacadas  por completo.

Os sentimentos visíveis,
Em branco eu os formo,
As frases limpas sensíveis,
Aos poucos se transformam  .

No preto da cor fúnebre,
O papel se encanta,
De palavras de amor,
É o branco que espanta.

Um novo contraste,
Quem na ousadia vive,
Não deixa que nada te arraste,
Mudam-se as cores e o desgaste.

HEIDY

Um comentário:

Que alegria em receber seu comentário!!!