Seguidores

Páginas

sábado, 13 de agosto de 2011

MARIONETE TRANSFORMADA


MARIONETE  TRANSFORMADA

Assim como uma apunhalada em meu dorso,
Meu corpo reage torço e me esforço,
Para que não fique espalhado no chão,
Os cacos quebrados de meu coração.

Ergo-me lentamente procurando equilíbrio,
Achando forças que perdi nesse ludibrio,
Como um recém-nascido a engatinhar,
Reaprendendo a andar.

A marionete está a se transformar,
Os cordéis a se arrebentar,
Presenteada então de vida,
Uma  mulher foi nascida.

Personagem transfigurada,
A marionete abobada,
Nem se engana nem é burlada,
Criatura humana desencantada.

 HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!