Seguidores

Páginas

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A MAJESTOSA



A MAJESTOSA 

Não foram notados os galhos entristecidos ressecados,
Nem as folhas perdendo o verde se despregando,
Foi assim ficando sem perceberem desidratados,
Aparência de um tronco falsamente reforçado.

A majestosa procura ainda assim não desenraizar,
Tentando não padecer a procura de forças,
Lutando para que ainda possa desabrochar,
Em suas pequenas mudas novas esperanças.

Mesmo que machados lhe deixaram as cicatrizes,
Ainda assim o sol e a chuva ainda a revigoram,
Pois nunca haverá outras diretrizes,
Estará lá  sempre onde a plantaram.

Majestosa que lhe ofertou a sombra e frutos,
Sempre estará aguardando a chegada,
Do dia em que haverá horas ou talvez minutos,
Para ser então mais cuidada.

''Nunca abandone já que plantou,
a sementinha que vingou.''

HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!