Seguidores

Páginas

domingo, 14 de outubro de 2012

BÊBADOS NÃO ALCOOLIZADOS


                                                                                                     

BÊBADOS  NÃO  ALCOOLIZADOS

Tropeçando em meus próprios pés,
Feitos bêbados desequilibrados,
Enchendo a cara de sonhos,
Que nunca serão realizados.
Garrafas cheias de ilusões,
E copos amontoados,
Procurando um só cantinho,
Nos seus caminhos desordenados.
Cambaleia mas não cai,
São só pensamentos desorientados,
Feito peões de xadrez,
Os primeiros a serem devorados.
Mais uma dose de confiança,
E os delírios serão atropelados,
São os sóbrios que tem esperanças,
De serem lembrados.
Vivendo em seu próprio mundo,
Esses bêbados não alcoolizados,
Esperando só um gole,
E seus atos serem assim valorizados.

HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!