Seguidores

Páginas

quarta-feira, 27 de abril de 2011

TEMPESTADES DA VIDA









TEMPESTADES DA VIDA


Uma grande tempestade sobre-voa,
Relâmpagos clareiam meus sonhos,
Ventos espalham os pingos,
Para brotar os desejos mais lindos.
Molhando as sementes verdes,
Em caminhos que não se perdes.
Broto fecundo moroso,
Quero seu caule ramoso,
Seu tronco firme poderoso,
Fortalecido e virtuoso.
E assim que a tempestade passar,
A felicidade vai rodear,
Lindas flores irão desabrochar,
No caminho para minha vida trafegar.
Plantei sementes de amor,
Com audácia de um lavrador,
Não desisti da humildade,
Nem exigi a igualdade.
Tempestade me traga só a normalidade,
Daquilo que é só necessidade,
Com toda efetividade,
Sem outra eventual tempestade.
Que seja a ultima,
Mas que talvez na sua eventualidade,
Foi necessária para minha heroicidade.

HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!