Seguidores

Páginas

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

MEU INIMIGO




 MEU INIMIGO

Meu inimigo é visível,
Está nos lábios serrados,
Onde não vejo o sorriso,
Uma tristeza perceptível.
Está no abraço gelado,
Do calor insensível,
De um olhar reprimível,
Sentimento impassível.
Meu inimigo não é o vento,
Mas é o frio em minha pele,
Não é o sol,
Mas é o calor que queima,
Não é a chuva,
Me encharca sem fleima.
Meu inimigo é o desdém,
A quem o faça um refém,
Te ilude em um vaivém,
E mesmo assim te retém.
Meu inimigo é o desamor,
No beijo o amargor,
Sem reverência sem pudor,
Sem essência sem sabor.
Meu inimigo,
É a obsessão,
A má intenção,
A falta de reflexão,
Iludir com precisão.


HEIDY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que alegria em receber seu comentário!!!